Como Funciona

O Financiamento Coletivo Recorrente é para projetos, artistas e outras iniciativas que buscam sustentabilidade financeira e engajamento de rede. O apoio aqui é contínuo, feito a partir de colaborações mensais.

Funciona assim: o idealizador do projeto estipula as metas financeiras que deseja alcançar e define qual a entrega correspondente a cada uma delas. Ou seja, se a meta é de R$ 2.000/mês, o que esse dinheiro viabiliza todo mês?

Cada colaborador assina a campanha com o quanto quiser/puder e o valor será cobrado mensalmente no cartão de crédito. São diversos valores de assinaturas sugeridos e ainda existe um campo livre, onde a pessoa pode colocar exatamente o valor da assinatura que deseja (a partir de R$10/mês).

Para cada meta batida, o idealizador do projeto se compromete a fazer uma celebração coletiva com a rede de assinantes, em reconhecimento dessa conquista. Essa celebração pode ser um encontro, uma festa, um workshop, um picnic, e por aí vai.

A transferência do valor arrecadado na campanha é mensal e o realizador recebe esse montante até o 5º dia útil de cada mês em sua conta Moip, independente da meta ter sido atingida ou não. Nesse processo de transferência, deduzimos a taxa obrigatória da integradora financeira (aproximadamente 5%) e a comissão livre da Benfeitoria, a ser acordada com cada realizador.

Importante: NÃO HÁ PRAZO DE ARRECADAÇÃO PRÉ-ESTABELECIDO PARA CAMPANHAS DA MODALIDADE RECORRENTE.