Vídeo

O vídeo é um conteúdo que merece atenção mais que especial! Ele é o material mais importante da sua campanha, pois é através dele que as pessoas vão entender o que vai ser viabilizado e, talvez, ouvir falar pela primeira vez sobre Financiamento Coletivo.

Faça um vídeo curtinho (1 a 3 min), próprio para sua campanha. Explique o que é o seu projeto e o que vai ser financiado. Apresente quem está por trás do projeto, diga qual é a sua meta e deixe bem claro como funciona a dinâmica do “tudo ou nada”, além de mencionar as recompensas oferecidas.

Essas informações vão ajudar a converter as visitas na sua página em colaborações financeiras, pode confiar!

 

Veja esses exemplos de campanhas que arrasaram no vídeo:

Estrutura de roteiro:

  • Apresente-se e diga o que deseja realizar. Deixe claro o objetivo do projeto usando aquele argumento que tem maior apelo emocional – isso atrai colaboradores.
  • Diga como e quando ele será realizado.
  • Cite quem está envolvido no projeto.
  • Fale sobre a dinâmica do tudo ou nada para garantir transparência: Se o projeto chegar aos 100% ele é realizado e os colaboradores ganham as recompensas. Caso contrário, o dinheiro volta para as mãos dos colaboradores.
  • Apresente ao menos uma das recompensas do projeto como exemplo.
  • Convide as pessoas a participarem do projeto (Não use o termo “doação” ou “ajuda”. A Benfeitoria é ganha-ganha, por isso use “colabore, faça parte, contribua!”).
  • Indique o onde a pessoa deve fazer a colaboração, chamando para a Benfeitoria (inclua o endereço na legenda: www.benfeitoria.com/nomedoprojeto).

É sempre melhor enviar o roteiro para nós antes de gravar o vídeo, assim podemos orientá-lo e evitar trabalho de regravação.

Parcerias e Fornecedores

A comunicação visual é crucial para a construção de uma boa campanha. Confira 4 dicas + lista de fornecedores!

Imagem

Uma imagem vale mais que mil palavras. É sério!

Capriche nas ilustrações da sua campanha. Produza imagens próprias, mostre fotos ou esboços das recompensas para que elas fiquem irresistíveis. Coloque gráficos para deixar o orçamento da campanha o mais transparente possível – isso gera uma relação de confiança com o colaborador. Campanhas com uma identidade visual bem produzida são ainda mais atraentes.

Veja esses exemplos de campanhas que arrasaram na identidade visual:

Texto

Use o texto de descrição para contar sobre o que é o projeto, apresente o histórico, os envolvidos, fale sobre os objetivos da sua campanha de Financiamento Coletivo. Use ilustrações e imagens a seu favor, pois elas chamam atenção para o conteúdo.

Transparência é fundamental para a sua campanha e é nesse espaço você vai colocar todas as informações sobre ela. Mas não extrapole no tamanho do texto! Em tempos de internet, as pessoas investem cada vez menos tempo na leitura de textos longos. Então produza um texto conciso, claro e didático. Vá direto ao ponto para que fique claro o que você quer que o leitor faça: apoie ou divulgue a sua campanha.

Projeto Exemplo

Confira nossas sugestões nesse projeto autoexplicativo!

Recompensas

A atenção e o cuidado na elaboração de um mix de recompensas precisa ser redobrada, afinal a relação aqui é ganha-ganha e as recompensas influenciam diretamente na decisão do quanto a pessoa vai investir no seu projeto.

Na hora de pensar as recompensas, é importante saber que:

  • Valores mais baixos permitem que todos colaborem (R$10/R$15);
  • Faixas entre R$30 e R$100 são muito escolhidas, então capriche nessas opções;
  • Garanta um custo-benefício irresistível entre as faixas de colaboração;
  • Elabore entre 5 e 8 opções de recompensas para o lançamento da campanha;
  • Pense em recompensas diversificadas para atingir todos os perfis de colaboradores;
  • Abuse da criatividade!

Existem 3 níveis de recompensas:

  • Simbólico: um agradecimento criativo ou uma homenagem (vale vídeo, foto, email, cartinha) – para valores mais acessíveis;
  • Produto: um brinde ou o próprio produto que você está financiando na campanha;
  • Experiência: um jantar, workshop, passeio, pocket show, algo mais intimista e com maior nível de engajamento.

Prazo da Arrecadação

Uma campanha pode durar de 01 a 90 dias. Com base na nossa experiência, sugerimos 45 dias como tempo ideal de arrecadação. Esse período garante que a campanha continue fresca (sem ser rápida ou longa demais) e não sature a sua rede de pessoas com uma longa divulgação. De qualquer maneira, fica a seu critério estipular esse prazo.

É fundamental ter em mente que campanhas de Financiamento Coletivo exigem muito foco e esforço de divulgação, desde o planejamento até o fim da arrecadação. Então, leve em consideração o tempo que a sua equipe tem disponível para se dedicar ao projeto e à ativação de rede.

Atenção! Depois de iniciada a campanha, não é possível alterar o prazo de captação. Então, planejar suas ações de comunicação e verificar sua disponibilidade antes do lançamento é essencial para a definição desse período de tempo.